Resenha- Jurada pelas sombras- Letícia Maria de Godoy

Jurada pelas sombras relata a história de Elvira, uma garota órfã que, quando está prestes a completar 18 anos, descobre que uma profecia de morte assombra o seu passado, e que existem coisas ocultas sobre ela que ninguém é capaz de explicar. Em meio à confusão que se torna sua vida depois de saber mais sobre si mesma, seu destino reserva-lhe mais uma surpresa: Luigi, um jovem seminarista por quem ela se apaixona perdidamente. Mas não será nada fácil assumir e viver esse romance proibido. Elvira precisa encarar o seu passado, mas não pode mais viver sem Luigi, que também precisa se decidir entre ela e a carreira de religioso. Uma história que permite várias opiniões sobre os acontecimentos por conta de sua narrativa fragmentada, onde todos dão o seu parecer sobre os fatos. Jurada Pelas Sombras convida o leitor a entrar na mente dos personagens e a descobrir quem está falando a verdade, envolvendo-o em paixões, conflitos, inveja, ódio e morte.

Classificação:
Ficha Técnica
Ano: 2014
Páginas: 208
Idioma: português 
Editora: Literata
Skoob: AQUI

Notas
Capa: 5/10
Conteúdo: 7/10
Diagramação: 8/10
Conceito geral: 60/100

Jurada pelas sombras
Por Carol Cadiz

O inicio do livro é diferente, pois contém um narrador que conversa diretamente com o leitor), pelo que lembro nunca li um livro assim. Logo é passado para narração em primeira pessoa e o narrador volta no final. Como narradores em primeira pessoa temos os personagens, cada um com a sua visão e muito bem separado essa divisão.

Elvira é uma órfã que esta prestes á fazer Dezoito anos e a ficar sem lar, pois após os 18 sua permanência no orfanato não é permitida. O padre regente do orfanato e do seminário tem um carinho especial pela garota e lhe oferece um cantinho pequeno mais acolhedor para ela morar no seminário e um emprego no orfanato em que passou toda a vida. Além do teto e do emprego o padre lhe deixa a par da história de quando ela chegou ao orfanato, toda ensanguentada e com uma frase entalhada sobre sua frágil pele, jurando-a pelas sombras.

Sua vida se torna datada desde o momento em que a historia é revelada. Ela sempre foi uma garota desacreditada e de pouca fé, sem contar os poucos amigos. Seu estilo é diferente o que faz com que os outros se afastem dela. Dona de uma pele extremamente branca e estilo gótico, sua vida dá um salto dentro desses dias temerosos com a descoberta de ser jurada pelas sombras. Luigi é obrigado pela mãe a ir ao seminário, apesar de não sentir a vocação ele não contesta a escolha da mãe até dois dias antes de ir para o local onde mora Elvira. Alex é um taxista muito simpático que tem o prazer de conhecer um pouco mais da Elvira.

Quando comecei a ler teve um capítulo, logo no início, que me passou a impressão de ser uma novela mexicana, até por que tem uma novela que se inicia quase da mesma forma, para não dizer igual. Mas no final das contas consegui entender mais o trabalho da autora.
Não foi o meu livro favorito, mas acredito que se encaixa muito bem para adolescentes na faixa de 15 á 18 anos. Gostei do livro, mas teria gostado mais ainda se tivesse lido mais jovem.  É extremamente leve. Autora tem uma escrita bem fluida e jovem, não é um  livro que se devora em uma noite, porém não é aquele livro que se arrasta por dias por não dar vontade de ler.

Postagem feita por:

 
Carol Cadiz,19 anos, estudante de jornalismo, conselheira,amiga,ama musica, dedicada, sonhadora, determinada, leitora compulsiva... Feliz! simples assim. "Me provoque, me desafie, me tire do sério, Me tire do tédio, vire meu mundo do avesso..." - Clarice Lispector. Normalidade? já nem sei o que é.


Encontre  Monólogo de Julieta  também no:                     FacebookGoogle+TwitterInstagramYoutubePinterest

7 comentários:

  1. Olá! Achei a capa e história intrigantes, mas não sei se estou na vibe de ler algo assim, vou adicionar na minha lista do skoob do mesmo jeito.

    Beijos,
    whoisllara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu também nunca li um livro que esse tipo de narração, que diferente, gostei bastante da resenha, mas parece algo tão misterioso e atraente, pena que está mais pra um romance adolescente ne? Que não atrai muito, mas as vezes eu gosto de ler livros assim, levinhos.. Beijokas! http://blogdanatz.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, mas parece bem interessante.

    Vânia Nunes
    http://avanianunes.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. O enredo não despertou o meu interesse, mas a capa é belíssima. Amei a resenha! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ela que é a escritora???
    Muito nova rs


    Beijos,

    http://blogmacaverde.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, obrigada pela resenha. Concordo que o livro estava bastante leve e não sei se concordo com a parte da novela mexicana, mas respeito sua opinião^^
    Ele foi reescrito e será relançado em 2016, juntamente com um crossover que estou escrevendo com a Juliana Daglio. Agradeço mesmo as críticas, acho que elas nos fazem crescer.

    ResponderExcluir
  7. Sempre começo falando pela capa e as com rostos não são minhas preferidas. Não conhecia o livro, nem a autora, mas confesso que sou fã de leituras levinhas. Ainda To na faixa que você disse, então colocarei na listinha ( que já deve ter 192837373 de livros na espera ). Mesmo assim, adorei sua escrita! Bjsss
    Visite-me
    Blog Menina da Livraria

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.